Gotas de orvalho (96)

Como Mediador de Seu povo, Jesus o guarda em perfeita segurança de dia e de noite. Ninguém, ninguém pode arrancar alguém de Seu povo de Suas mãos; Ele se responsabiliza pela completa salvação deles. Morrer pelos pecados deles e ressuscitar por causa de sua justificação, mas não prover-lhes Continue lendo [...]

Gotas de orvalho (92)

Nosso grande problema é o tráfico de verdades não vividas. Tentamos comunicar o que nunca experimentamos em nossa vida. (Dwight L. Moody) Eu peço a Deus que todos os cristãos professos destes dias apliquem essas coisas a seu coração. Que nunca esqueçamos que os privilégios sozinhos não Continue lendo [...]

Gotas de orvalho (86)

Acolher a Bíblia de forma meramente teórica, especulativa, gera um travesseiro desconfortável para a hora da morte. E é impressionante e solene refletir como cada assunto, cada tema, cada questão que surge da história, na filologia ou do objetivo da Palavra de Deus, naquele terrível momento Continue lendo [...]

O homem nos Salmos

O Homem fiel do salmo 1 se torna o Homem desamparado do salmo 22, para que o homem corrompido do salmo 14 possa ser o homem perdoado do salmo 32. No salmo 1, temos uma descrição de nosso bendito Senhor. Ele é o Homem fiel que sempre seguiu um curso reto, sem se desviar para a direita ou para a Continue lendo [...]

No passado e nas eras distantes

Senhor, no passado e nas eras distantes, Muito antes daquilo que o homem pudesse ver, Palavras de criação foram ditas, Os céus e a terra começavam, Tu estavas ali em toda a Tua glória – Bendito Senhor, pomo-nos de joelhos – Habitando, então, no amor irrestrito: Com reverência agora Continue lendo [...]
De Saulo para Paulo

De Saulo para Paulo

Como imaginado por George Mattheson Senhor, prendeste-me na estrada de Damasco; transformaste a autoconsciência em humildade. Lancei-me à jornada transbordando de confiança em mim mesmo; não teria qualquer obstáculo, não experimentava qualquer dificuldade. De repente, numa volta do caminho Continue lendo [...]

Gotas de orvalho (53)

A cruz de Cristo é o lugar de exposição. Ali, como em nenhum outro lugar, é revelado o ódio do homem por Deus e o amor de Deus pelo homem. Na cruz, o pecado é visto em sua pior maneira e o amor é visto em seu mais alto grau. O pecado do homem e o amor de Deus alcançam o auge no Calvário. Continue lendo [...]