Orvalho do céu para os que buscam o Senhor!

Mil e setecentos anos já se passaram, mas Ele ainda não voltou; e isso é um longo período, segundo o cômputo humano, mas não segundo a maneira de Deus ver as coisas. Pois para Ele mil anos é como um dia; embora os santos se impacientem, porque amam, anseiam e apressam a vinda de Cristo. Porém, embora pareça tardio, Ele finalmente virá: Ele mantém-se afastado a fim de dar tempo a Seus laboriosos ministros de exercerem todos os dons que Ele lhes outorgou, e a fim de que os preguiçosos não tenham meio de desculpa.

(John Gill: 1697-1771)

Se creio que o mundo dispara em direção ao caos irrefreável, e que Cristo voltará breve, então, meu clamor deve ser dirigido em favor de meus familiares e amigos que estejam despreparados. Seria hipocrisia eu orar para Jesus vir e, no entanto, não interceder para que meus queridos estejam preparados para aquele dia. A minha oração deve ser: “Venha, Senhor. Mas, primeiro, dá a meus familiares e amigos que estejam perdidos ouvidos para ouvir. Salve-os, salve os perdidos”.

(David Wilkerson: 1931-2011)

Com sua terra sonha o peregrino,
Com sua pátria, o exilado, além.
Distante, o noivo pensa em sua amada.
De amados pais, saudade os filhos têm.
Assim também anelo ver Teu rosto,
Ó meu querido e amado Salvador.
Ah! se eu pudesse, agora, a Tua face ver!
Té quando esperarei por Ti, ó meu Senhor?

(Watchman Nee: 1903-1972)

Pensem na segunda vinda do Senhor, e as coisas deste mundo lhes parecerão muito pequenas.

(João Flavel: 1628-1691)

Em todos os nossos pensamentos acerca de Cristo, nunca esqueçamos de Sua segunda vinda.

(J. C. Ryle: 1816-1900)

Os pensamentos sobre vinda de Cristo são os mais doces e prazerosos para mim.

(Richard Baxter: 1615-1691)

Demos, pois, guarida a uma mente mais saudável, e ainda que o cego e bronco desejo da carne lhe oponha resistência, não hesitemos em esperar a vinda do Senhor não só com anseio, mas também com gemidos e suspiros, como sendo de todas as causas a mais faustosa. Pois Ele nos virá como Redentor, para que, arrebatados deste imenso abismo de tantos males e misérias, nos introduzir naquela bem-aventurada herança da vida e de Sua glória.

(João Calvino: 1509-1564)

Quem ama a vinda do Senhor não é aquele que afirma que Ele ainda está distante nem aquele que diz que está perto. É aquele que, esteja distante ou próxima, aguarda-a com fé sincera, esperança firme e amor fervoroso.

(Agostinho: 354-430)

Cristo nos disse que virá, mas não revelou quando, para que nunca tiremos nossas roupas nem apaguemos nossas lâmpadas.

(William Gurnall: 1617-1679)

O fato de que Jesus deve voltar não é razão para ficarmos olhando para as estrelas, mas para trabalharmos no poder do Espírito Santo.

(Charles H. Spurgeon: 1834-1892)

Estou diariamente esperando a vinda do Filho de Deus.

(George Whitefield: 1714-1770)

Nunca começo a trabalhar de manhã sem pensar que Ele talvez venha interromper meu trabalho e começar o Seu. Não estou esperando a morte – estou esperando por Ele.

(G. Campbell Morgan: 1863-1945)

Oh, que Cristo venha a passos largos! Ah! Se Ele dobrasse os céus como uma capa e tirasse do caminho o tempo e os dias!

(Samuel Rutherford: 1660-1661)

Não é de admirar que, ao olharmos para nosso andar à luz da vinda do Senhor, nós nos consideremos indignos Dele. Eu não poderia esperar que nos sentíssemos de outra maneira. Mas eu gostaria que tivéssemos sempre diante de nossa mente a Pessoa
do Senhor Jesus Cristo, levantando-se de Seu lugar à direita do Pai a fim de vir nos buscar. Creio que bem cedo isso iria tornar nosso andar mais consistente e colocaria nossas afeições, nosso coração e nossos pensamentos em perfeita ordem.

(John Nelson Darby: 1800-1882)

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Revisado por Francisco Nunes. Este artigo pode ser distribuído e usado livremente, desde que não haja alteração no texto, sejam mantidas as informações de autoria e de tradução e seja exclusivamente para uso gratuito. Preferencialmente, não o copie em seu sítio ou blog, mas coloque lá um link que aponte para o artigo.
Campos de Boaz: colheita do que Cristo, o Boaz celestial, espalhou em Seus campos é um projeto cristão voluntário sob direção de Francisco Nunes.
Licenciado sob a Licença Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 3.0 Brasil License.