Orvalho do céu para os que buscam o Senhor!

Pregação é teologia que vem por meio de um homem em chamas.

(Martyn Lloyd-Jones)

Amar a pregação é uma coisa, amar as pessoas a quem pregamos é outra.

(Richard Cecil)

A chama do amor do Calvário é intensa e deve causar resplendor no púlpito.

(Christmas Evans)

Não são as palavras duras que penetram na consciência de nosso povo; é a voz do amor divino por entre os trovões.

(Robert Murray M’Cheyne)

Aquele que prega a corações quebrantados sempre prega de uma forma atual.

(Joseph Parker)

Se conseguirmos pregar somente Cristo para nosso povo, teremos pregado tudo a ele.

(Richard Baxter)

A popularidade tem matado mais profetas do que a perseguição.

(Vance Havner)

O mundo está marchando para o inferno a um ritmo tão rápido que, se comparado aos modernos aviões supersônicos, estes pareceriam tartarugas. E, no entanto, para vergonha nossa, nem recordamos quando foi a última vez que passamos uma noite toda em oração a Deus, suplicando-Lhe que derrame sobre nós um avivamento que abale o mundo. Não temos compaixão pelas almas. Estamos pensando que os andaimes são o prédio. As pregações de hoje, com sua falha interpretação das verdades bíblicas, nos levam a confundir agitação com unção e comoção com avivamento.

(Leonard Ravenhill)

Revisado por Francisco Nunes. Este artigo pode ser distribuído e usado livremente, desde que não haja alteração no texto, sejam mantidas as informações de autoria e de tradução e seja exclusivamente para uso gratuito. Preferencialmente, não o copie em seu sítio ou blog, mas coloque lá um link que aponte para o artigo.
Campos de Boaz: colheita do que Cristo, o Boaz celestial, espalhou em Seus campos é um projeto cristão voluntário sob direção de Francisco Nunes.
Licenciado sob a Licença Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 3.0 Brasil License.