Gotas de Orvalho (37)

Uma gota de orvalho dos céus para cada dia da semana

Gosto de ver pessoas cheias de água viva, tão cheias que não conseguem contê-la, tão cheias que precisam sair e proclamar o evangelho da graça de Deus. Quando alguém fica tão cheio que não pode mais se conter, então, está pronto para o serviço de Deus.

(D. L. Moody)

Há tantos mundanos que se consideram homens religiosos, que fazem de Cristo apenas um servo de seus interesses egoístas e buscam os céus apenas como uma reserva para quando nada mais lhes restar na terra. Tais homens são apegados a certas coisas deste mundo que lhes são tão queridas, ao ponto de não poderem abandoná-las nem mesmo pela esperança da glória. Assim, entregam-se a Cristo com secretas exceções e reservas, em virtude de sua prosperidade no mundo. Tudo isso porque nunca conheceram uma conversão genuína, a qual deveria ter arrancado de seu coração esse interesse mundano e tê-los libertado inteira e absolutamente para Cristo.

(Richard Baxter)

Uma pessoa espiritual ama as coisas santas pela mesma razão que a não-espiritual as odeia – e o que uma pessoa não-espiritual odeia nas coisas espirituais é precisamente sua santidade! Assim também, é a santidade das coisas santas que uma pessoa espiritual ama. Vemos isso nos santos e nos anjos no céu. O que lhes cativa a mente e o coração é a glória e a beleza da santidade de Deus. “E clamavam uns para os outros dizendo: Santo, santo, santo é o Senhor dos Exércitos; toda a terra está cheia de Sua glória” (Is 6.3). “Não têm descanso nem de dia nem de noite, proclamando: Santo, santo, santo é o Senhor Deus, o Todo-Poderoso, aquele que era, que é e que há de vir” (Ap 4.7). “Quem não temerá e não glorificará o Teu nome, ó Senhor? […] Pois só Tu és santo” (15.4). E, assim como é nos céus, assim também deveria ser na terra. “Exaltai ao Senhor, nosso Deus, e prostrai-vos ante o escabelo de Seus pés, porque Ele é santo” (Sl 99.5). Podemos testar nossos desejos pelo céu por essa regra. Queremos estar lá pela santa beleza de que ali brilha? Ou nosso desejo pelo céu é baseado numa simples ansiedade pela felicidade egoísta?

(Jonathan Edwards)

Ele é um Deus que perdoa pecados: não apenas Ele pode perdoar, mas Ele está mais pronto a perdoar, mais pronto a esquecer do que nós estamos prontos a nos arrepender.

(Matthew Henry)

Hipócritas laboram mais em prol de um bom nome do que de um bom coração; mais por uma boa repercussão de seus feitos do que por uma boa consciência. Eles são como violinistas, mais cuidadosos em afinar seus instrumentos do que em vigiar sua alma. Hipócritas são como prata, porém escurecem; eles possuem uma aparente santificação externa, mas interiormente são cheios de malícia, mundanismo, orgulho, inveja, etc. São como almofadas de sofá, feitas de veludo e ricamente bordadas, mas cujo interior é cheio de feno. Um hipócrita pode oferecer sacrifício como Caim, correr como Jezabel, se humilhar como Acabe, chorar com as lágrimas de Esaú, beijar Cristo como Judas, seguir a Cristo como Demas,e aparentar compromisso como Simão, o mago; e, apesar de tudo isso, seu interior ser tão mau quanto qualquer um deles.

(Thomas Brooks)

Pais, não deixem que seus filhos vejam coisa alguma em vocês exceto aquilo que é recomendável e digno de imitação. Tornem-se capazes de dizer a suas crianças: “Meu filho, siga-me como você me vê seguir a Cristo”. Seu exemplo pode fazer muito no sentido da salvação de seus filhos, suas obras irão trabalhar mais sobre seus filhos do que suas palavras; seus padrões farão mais do que seus preceitos; sua imitação mais do que seus conselhos.

(Cotton Mather)

É melhor trazer juízo sobre si mesmo, pregando plena e fielmente a outros, do que deter a verdade pela injustiça, a fim de proteger-se do poder condenador da Palavra.

(John Bunyan)

Campos de Boaz: colheita do que Cristo, o Boaz celestial, espalhou em Seus campos é um projeto cristão voluntário sob direção de Francisco Nunes.
Licenciado sob a Licença Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 3.0 Brasil License.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *