Orvalho do céu para os que buscam o Senhor!

Quanto mais estivermos convencidos da pecaminosidade da ansiedade, mais cedo perceberemos que ela desonra grandemente a Deus.

(A. W. Pink)

Deus falar é o mesmo que Deus agir. Para Ele, dizer e fazer são a mesma coisa.

(Matthew Henry)

Se falássemos menos e orássemos mais a respeito de nossas circunstâncias, elas poderiam melhorar. No mínimo, estaríamos mais bem preparados para lidar com elas e suportá-las.

(John Owen)

Se você não pode fazer mais nada além de viver uma autêntica vida cristã – paciente, gentil, bondosa, pura – em sua própria casa, na sociedade, em seu trabalho diário, você estará desempenhando um serviço de grande valor e deixando muitas bênçãos neste mundo. Uma vida desse tipo é um pequeno Evangelho, anunciando em sermões sem palavras a maravilhosa história da cruz de Cristo.

(J. R. Miller)

O grande temor que temos dos homens se deve ao pouco temor que temos de Deus. Um temor cura o outro. Quando o medo dos homens apavorar você, volte seus pensamentos para a ira de Deus.

(William Gurnall)

É o propósito de Cristo que o verdadeiro cristão prove todas as coisas pela Palavra de Deus: todas as igrejas, todos os ministros, todo ensino, toda pregação, todas as doutrinas, todos os sermões, todas as opiniões, todas as práticas. Essas são as Suas ordens de marcha. Prove tudo por meio da Palavra de Deus. Meça tudo pela medida da Bíblia. Compare tudo com o padrão da Bíblia. Pese tudo na balança da Bíblia. Examine tudo à luz da Bíblia. Ponha tudo à prova no cadinho da Bíblia. Àquilo que não puder resistir ao fogo da Bíblia rejeite, recuse, repudie e jogue fora. Esse é o estandarte que Ele hasteou no mastro. Que jamais o arriemos!

(John Wycliffe)

O Senhor permite que sintamos nossas fraquezas com o fim de estarmos bem conscientes delas, pois, embora estejamos prontos a dizer que somos fracos, normalmente não estamos de todo cientes disso até que a dependência secreta que temos de alguma força em nós mesmos, ainda que não a admitamos, seja trazida à tona e nos falte.

(John Newton)

Revisado por Francisco Nunes. Este artigo pode ser distribuído e usado livremente, desde que não haja alteração no texto, sejam mantidas as informações de autoria e de tradução e seja exclusivamente para uso gratuito. Preferencialmente, não o copie em seu sítio ou blog, mas coloque lá um link que aponte para o artigo.
Campos de Boaz: colheita do que Cristo, o Boaz celestial, espalhou em Seus campos é um projeto cristão voluntário sob direção de Francisco Nunes.
Licenciado sob a Licença Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 3.0 Brasil License.