Nunca te deixarei!

“Eu nunca te deixarei nem te desampararei1” (Hebreus 13.5).

 

Que cada crente entenda essas palavras e as guarde no coração.

Mantenha-as à mão e tenha-as frescas na memória – você vai precisar delas um dia, quando:

Os filisteus virão sobre você,

A mão de doença vai prostrá-lo,

O rei dos terrores se aproximará,

O vale da sombra da morte se abrirá diante de seus olhos.

Então, virá a hora em que você vai descobrir que nada é tão reconfortante como um texto como esse, nada é tão animador quanto um verdadeiro sentimento do companheirismo de Deus.

Atenha-se a esta palavra: nunca. Ela vale seu peso em ouro. Apegue-se a ela como um homem se afogando se agarra a uma corda. Segure-a com firmeza, como um soldado atacado por todos os lados agarra sua espada. Deus disse, e Ele vai manter: “Eu nunca te deixarei nem te desampararei”.

Nunca! Embora seu coração seja muitas vezes fraco, você esteja cansado de si mesmo e suas muitas falhas e fraquezas o oprimam, mesmo assim a promessa não vai falhar.

Nunca! Embora o demônio sussurre: “No final, eu terei você; ainda um pouco de tempo e sua fé irá falhar e você vai ser meu”, mesmo assim, a Palavra de Deus permanecerá.

Nunca! Quando o calafrio da morte estiver rastejando sobre você, e os amigos não puderem fazer mais nada e você estiver começando aquela jornada da qual não há retorno, mesmo assim Cristo não o abandonará.

Nunca! Quando o dia do juízo vier, e os livros forem abertos, e os mortos forem levantados dos túmulos e a eternidade estiver começando, mesmo assim a promessa vai carregar todo o fardo que estiver sobre você – Cristo não vai deixar sua alma sem o domínio Dele.

Ó cristão que lê isso, confie no Senhor para sempre, pois Ele diz: “Eu nunca te deixarei!”

Coloque todo o seu fardo sobre Ele, não tenha medo. Regozije-se em Sua promessa. Alegre-se na força de Sua consolação.

Você pode dizer com ousadia: “O Senhor é o meu ajudador, e não temerei” (v. 6).

 

 

Nota

1 Tradução da versão King James, usada pelo autor. (N. do R.)


(Traduzido por M. Luca, revisado por Francisco Nunes. Este artigo pode ser distribuído e usado livremente, desde que não haja alteração no texto, sejam mantidas as informações de autoria e de tradução e seja exclusivamente para uso gratuito. Preferencialmente, não o copie em seu sítio ou blog, mas coloque lá um link que aponte para o artigo.)