Cedo pela manhã, o orvalho do céu!

Aquele fluir santo, Tua santa Palavra,
Que todo nosso medo enfurecido controla;
Doce paz que Tuas promessas concedem
E dão nova força às almas enfraquecidas.

(Isaac Watts)

Que idéia superlativamente grandiosa e consoladora é a da morte! Sem essa maravilhosa esperança da morte, a vida, a meu ver, escureceria na melancolia da meia-noite! Oh! A expectativa de viver sempre nesta terra amaldiçoada pelo pecado seria, de fato, uma perspectiva de desespero esmagador!
Mas, graças a Deus, por esse decreto fatal que nos condenou a morrer!
Graças a esse evangelho que nos abre a visão de uma vida gloriosa e interminável!
E graças, acima de tudo, àquele Salvador-Amigo que prometeu conduzir todos os piedosos através do sagrado transe da morte para o cenário do Paraíso e de deleite eterno!

(John Foster)

Não devemos apenas renunciar ao mal, mas manifestar a verdade. Dizemos a esse povo que o mundo é vaidade – deixemos, então, nossa vida manifestar isso. Dizemos a eles que nossa casa está lá no alto, que todas essas coisas são transitórias – nossa morada aqui demonstra isso? Oh! Que vivamos de modo consistente com o que dizemos!

(Hudson Taylor)

Jesus tem muitos que amam Seu reino celestial, mas poucos que carregam a cruz. Ele tem muitos desejosos de Seu consolo, mas poucos que aceitam a tribulação. Muitos amam a Jesus enquanto não há adversidades.

(Thomas à Kempis)

Ó eternidade! Uma vez, o consolo para nossa longa espera; agora, o êxtase de nossa alma deliciada! Porque nós estaremos…
para sempre com o Senhor,
contemplando Seu rosto límpido,
portando Seu divino nome,
bebendo nas correntes de Seus prazeres,
comendo de Seu maná escondido,
sentados sob a Árvore da Vida,
aquecendo-nos com os raios do Sol da Justiça,
cantando aleluias Àquele que nos amou, que nos lavou de nossos pecados em Seu sangue e nos trouxe aqui para estar com Ele para sempre!

(James Meikle)

Não há acidentes na vida do cristão.

(Rowland Bingham)

O arrependimento é, sob todos os pontos de vista, o mais desejável, mais necessário, mais adequado para honrar a Deus, e eu busco isso acima de tudo. O coração terno, o espírito quebrantado e contrito, estão, para mim, muito acima de todas as alegrias que eu possa esperar nesse vale de lágrimas. Eu anseio estar no meu devido lugar, com a mão na boca e com a boca no pó […] Eu sinto que essa é uma base segura. Nisso, eu não erro. […] Tenho certeza de que, seja o que for que Deus despreze […], Ele não desprezará o coração quebrantado e contrito.

(Charles Simeon)

Revisado por Francisco Nunes. Este artigo pode ser distribuído e usado livremente, desde que não haja alteração no texto, sejam mantidas as informações de autoria e de tradução e seja exclusivamente para uso gratuito. Preferencialmente, não o copie em seu sítio ou blog, mas coloque lá um link que aponte para o artigo.
Campos de Boaz: colheita do que Cristo, o Boaz celestial, espalhou em Seus campos é um projeto cristão voluntário sob responsabilidade de Francisco Nunes.
Licenciado sob a Licença Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 3.0 Brasil License.