3 min leitura

Prezado leitor, esse é o último artigo Gotas de orvalho de 2019. Agradecemos ao Senhor por ter-nos capacitado a, durante esse ano, apesar de nossas muitas limitações e fraquezas, manter-nos firmes no propósito de oferecer a Seu povo um pouco de Suas insondáveis riquezas, espalhadas em Seus ricos campos ao longo das eras. Enquanto o Senhor nos der Sua graça, queremos perseverar em fielmente recolher algumas dessas respigas que Seus servos fiéis têm deixado cair para alimentar pobres, necessitados, estrangeiros, viúvas, amargurados, desamparados…

Em nome de toda a equipe do blogue Campos de Boaz, agradeço aos leitores, aos que nos acompanham por meio das redes sociais, aos que conversaram conosco por meio de perguntas e comentários. Que o Senhor abençoe a cada um em sua busca por conhecê-Lo mais e amá-Lo mais!

O testemunho de uma das colaboradoras do blogue sintetiza bem a experiência de outros leitores:

“Conhecer o singelo trabalho do Campos foi de muita edificação para minha vida; porém, quando fui convidada a colaborar, esse trabalho se tornou instrumento para um constante falar de Deus comigo. Por diversas vezes, minhas dúvidas e inquietações, que mal chegavam a ser orações, foram respondidas. Algumas palavras eram como alento a minha alma; outras vezes eu nem queria ouvi-Lo por meio dos artigos, mas, pelo compromisso assumido, fazia as leituras e era cortada por essa Palavra de dois gumes. Sou grata ao Senhor por cooperar com Seu trabalho de oleiro, a Ele que, mediante Sua Palavra, tem moldado a mim e a muitos outros irmãos. Que Ele nos encha de Sua graça para continuarmos.”
(Sileisa)

Outro colaborador fala aos leitores em nome de toda a equipe:

“‘E chamou-lhe Ebenézer; e disse: Até aqui nos ajudou o Senhor’ (1Sm 7.12).
Sem o Senhor, nada podemos fazer. Por mais um ano, por meio de Sua imensa graça, seguida de Sua paciência com nossas imensas limitações, o Senhor nos sustentou. Esperamos que os artigos publicados tenham sido de proveito para nossos queridos irmãos, de todos os que formam Seu tão amado Corpo. Agradecemos pelas orações, que são muito necessárias. Que a graça e a paz do Senhor seja com todos.”
(Rafael)

E até o próximo ano (caso nosso amado Senhor não volte antes)!

Deus nos ama quando não há nada em nós que mereça Seu amor ou para fazer com que Ele nos ame.

(John Owen)

Há um tremendo alívio em saber que o amor de Deus por mim é estabelecido, em cada ponto, sobre um conhecimento prévio do pior sobre mim.

(J. I. Packer)

Por meio da luz da natureza, nós vemos Deus como um Deus acima de nós. Por meio da luz da lei, nós O vemos como um Deus contra nós. Mas, por meio da luz do evangelho, nós O vemos como Emanuel, Deus com nós.

(Matthew Henry [o erro de português da tradução é proposital, com o objetivo de conservar a ênfase do original])

O grande paradoxo ou a suprema ironia da fé cristã é que somos salvos por Deus e para Deus.

(R. C. Sproul)

Para que você pudesse ser salvo, Alguém teve de receber a ira divina em seu lugar, e foi o próprio Deus quem o fez.

(Paul Washer)

A lei descobre a doença; o evangelho dá o remédio.

(Martinho Lutero)

Jesus lhes disse:
“Eu sou o pão da vida;
aquele que vem a Mim
não terá fome,
e quem crê em Mim
nunca terá sede. […]
Todo o que o Pai Me dá virá a Mim;
e o que vem a Mim
de maneira nenhuma o lançarei fora. […]
Ninguém pode vir a Mim
se o Pai que Me enviou o não trouxer;
e Eu o ressuscitarei no último dia.”

(Jo 6.35,37,44)

Revisado por Francisco Nunes. Este artigo pode ser distribuído e usado livremente, desde que não haja alteração no texto, sejam mantidas as informações de autoria e de tradução e seja exclusivamente para uso gratuito. Preferencialmente, não o copie em seu sítio ou blog, mas coloque lá um link que aponte para o artigo. Ao compartilhar nossos artigos e/ou imagens, por favor, não os altere.
Campos de Boaz: colheita do que Cristo, o Boaz celestial, espalhou em Seus campos é um projeto cristão voluntário sob responsabilidade de Francisco Nunes.
Licenciado sob a Licença Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 3.0 Brasil License.