2 min leitura


“Os olhos do SENHOR estão em todo lugar, contemplando os maus e os bons” (Pv 15.3).

Caminhar com Deus é viver sempre em Sua presença! Perceber Sua presença, habitar continuamente sob Seu olhar, reconhecer nosso Pai como alguém próximo, ao nosso lado, é o segredo de muita paz. Nós devemos sempre considerá-Lo, não como se Ele estivesse distante, em alguma habitação inacessível, porém mais próximo de nós do que nosso amigo mais chegado. Em nosso quarto, na rua, em nosso trabalho, em nossa recreação, quando misturados a outros ou completamente sozinhos, nós devemos ver Aquele que o mundo não vê, devemos ouvir a voz que o mundo não ouve.

Na vida do doce salmista de Israel, essa mesma verdade sempre foi a alegria de seu coração. Quando ele deitava para descansar, era sua alegria saber que o Guardião insone de Seu povo estava com ele: “Em paz também me deitarei e dormirei, porque só tu, SENHOR, me fazes habitar em segurança.” Quando Davi levantava, ainda se regozijava em seu Amigo todo-poderoso que estava sempre próximo a ele: “Quando acordo ainda estou contigo.” Cercado por inimigos maliciosos, era ainda sua confiança: “Tu estás perto, ó SENHOR.” Sob todas as vicissitudes de sua vida agitada, a proximidade de Deus era a rocha na qual ele repousava: “Tenho posto o SENHOR continuamente diante de mim; porque Ele está à minha mão direita, nunca vacilarei.”

Se diante dos olhos do homem ou não, permita que todas as coisas sejam feitas sob os olhos Daquele a quem…

todos os corações estão abertos,
todos os desejos conhecidos e
de quem nenhum segredo é oculto.

Alguns princípios simples nos têm sido dados para nos ajudar a realizar isso na prática diária:

Não diga nada que você não gostaria que Deus ouvisse.
Não faça nada que você não gostaria que Deus visse.
Não escreva nada que você não gostaria que Deus lesse.
Não vá a nenhum lugar onde você não gostaria que Deus o encontrasse.
Não leia nenhum livro do qual você não gostaria que Deus dissesse “Mostre-o a Mim.”
Nunca gaste seu tempo de tal forma que você não gostaria que Deus dissesse “O que você está fazendo?”

Viver conscientemente na presença de Deus nos ajudará a cultivar piedade genuína completa e caráter piedoso.


(Traduzido por Jacilara Conceição. Revisado por Francisco Nunes. Este artigo pode ser distribuído e usado livremente, desde que não haja alteração no texto, sejam mantidas as informações de autoria, tradução, revisão e fonte e seja exclusivamente para uso gratuito. Preferencialmente, não o copie em seu sítio ou blog, mas coloque lá um link que aponte para o artigo.)

Campos de Boaz: colheita do que Cristo, o Boaz celestial, espalhou em Seus campos é um projeto cristão voluntário sob responsabilidade de Francisco Nunes.
Licenciado sob a Licença Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 3.0 Brasil License.