Cedo pela manhã, o orvalho do céu!

Deus não apenas nos ama e deseja nosso bem, mas Sua sabedoria é infinita. Ele sabe o que é melhor para nós, que coisas nos farão o bem de que precisamos. Nós mesmos não sabemos. As coisas que pensamos que nos trariam bênçãos talvez nos causassem danos irreparáveis! As coisas que tememos como más e das quais fugimos talvez sejam os portadores para nós do bem divino! Nós faríamos algo lamentável com nossa vida se tivéssemos o controle de todas as nossas coisas nas mãos. Se, por um dia apenas, pudéssemos resolver as coisas com nossas próprias mãos, tirando-as das mãos de Deus, destruiríamos tudo!

(J. R. Miller)

Não há nada que possamos ver na terra que não mostre a miséria do homem ou a misericórdia de Deus. Ou vemos a impotência do homem sem Deus ou a força do homem com Deus.

(Blaise Pascal)

Quanto mais eu vivo, mais consciente sou de minha fragilidade humana e da necessidade constante e esmagadora que tenho da graça de Deus.

(Elizabeth Prentiss)

O céu não é aqui, é Lá. Se aqui nos fosse dado tudo o que queremos, nosso coração se contentaria com este mundo em lugar de querer o próximo. Deus está nos atraindo para cima e para longe deste, atraindo-nos para Si mesmo e para Seu reino ainda invisível, onde certamente encontraremos o que tanto desejamos.

(Elisabeth Elliot)

É nos deveres e trabalhos comuns da vida que o cristão pode e deve desenvolver sua união espiritual com Deus.

(Thomas Merton)

O conhecimento do amor de Cristo por nós deve nos fazer amá-Lo de tal maneira que seja demonstrado em nossa atitude, em nossa conduta e em nosso compromisso de servir a Deus. A maturidade espiritual é marcada pelo conhecimento espiritual sendo colocado em ação.

(Edward Bedore)

O problema de quase toda pessoa que ora é que ela diz “Amém” e foge antes que Deus tenha a chance de responder. Ouvir Deus é muito mais importante do que dar a Ele suas idéias.

(Frank C. Laubach)

Revisado por Francisco Nunes. Este artigo pode ser distribuído e usado livremente, desde que não haja alteração no texto, sejam mantidas as informações de autoria e de tradução e seja exclusivamente para uso gratuito. Preferencialmente, não o copie em seu sítio ou blog, mas coloque lá um link que aponte para o artigo.
Campos de Boaz: colheita do que Cristo, o Boaz celestial, espalhou em Seus campos é um projeto cristão voluntário sob responsabilidade de Francisco Nunes.
Licenciado sob a Licença Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 3.0 Brasil License.