2 min leitura

Deus desperta Seu povo!

“Necessário vos é nascer de novo!” (Jo 3.7).

Para que Deus salve um pecador, duas coisas devem ser feitas:
Deus deve fazer algo pelo pecador, e Deus deve fazer algo no pecador.

A redenção é a obra de Deus pelos pecadores.

Regeneração é a obra de Deus nos pecadores.

Ambas são obras de Deus. O homem não pode fazer nada com respeito à regeneração e nada pode fazer com respeito à redenção.

“É necessário nascer de novo” porque, por natureza, somos filhos da carne humana, caídos, pecadores e depravados. Toda a carne está contaminada. Toda carne é corrupta. Toda carne é pecadora. Toda carne está condenada. Toda carne deve morrer. A menos que nasçamos do Espírito, nós morreremos em nossos pecados, e nossa carne será condenada de modo justo.

“Necessário vos é nascer de novo!”
Você pode reformar sua vida sem o novo nascimento.
Você pode ser batizado sem o novo nascimento.
Você pode se unir a uma igreja, ser zeloso na religião, ensinar em uma classe bíblica, servir como diácono ou ancião; você pode até mesmo pregar com grande sucesso sem nascer de novo.

“Necessário vos é nascer de novo!”, pois sem o novo nascimento:
você nunca entrará no reino de Deus,
você nunca fará parte da família de Deus,
você nunca terá a vida eterna
você nunca será admitido na presença da glória de Deus na felicidade do céu.

Apenas novas criaturas entrarão na Nova Jerusalém.
Somente homens santos entrarão na Cidade Santa.
Somente cidadãos nascidos do Céu possuirão a bem-aventurança do Céu.

Nascer de novo é ser feito nova criatura em Cristo (2Co 5.17).

No novo nascimento, Deus, o Espírito Santo, dá aos pecadores redimidos escolhidos:
um novo coração para amar a Deus,
uma nova vontade para se curvar ao governo de Cristo,
uma nova mente para entender as coisas de Deus,
uma nova natureza espiritual para conhecer as coisas espirituais, para desfrutar dela e para viver com base nelas,
novos olhos, olhos de fé, com os quais ver Cristo,
novos ouvidos com os quais ouvir Sua voz,
novas mãos, mãos de fé, com as quais se apegam a Cristo e fazem Sua vontade,
pés novos com os quais fogem para Cristo e andam com Ele em novidade da vida.

“Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo não pode ver o reino de Deus” (Jo 3.3).

(Don Fortner)

Traduzido por Francisco Nunes. Revisado por Francisco Nunes. Este artigo pode ser distribuído e usado livremente, desde que não haja alteração no texto, sejam mantidas as informações de autoria e de tradução e seja exclusivamente para uso gratuito. Preferencialmente, não o copie em seu sítio ou blog, mas coloque lá um link que aponte para o artigo.
Campos de Boaz: colheita do que Cristo, o Boaz celestial, espalhou em Seus campos é um projeto cristão voluntário sob responsabilidade de Francisco Nunes.
Licenciado sob a Licença Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 3.0 Brasil License.