Orvalho do céu para os que buscam o Senhor!

A única coisa que nos consola das nossas misérias é o divertimento, e contudo é a maior das nossas misérias. Porque é isto que nos impede principalmente de pensar em nós, e que nos faz perder insensivelmente. Sem isso, estaríamos no tédio, e este tédio nos levaria a procurar um meio mais sólido de sair dele. Mas o divertimento distrai-nos e faz-nos chegar insensivelmente à morte.

(Blaise Pascal)

Digamos que você esteja indo para o escritório para ver se seu patrão está lá. Vê o carro dele no estacionamento. Pergunta à secretária se ele está e ela responde: “Sim, acabei de falar com ele.” Você vê a luz na soleira da porta dele, ouve sua voz ao telefone. Com base em todas essas evidências, você tem boas razões para concluir que seu patrão está no escritório. Mas você poderia fazer algo bem diferente. Você poderia ir até a porta, bater e encontrar seu patrão face a face. Nesse altura, as evidências do carro no estacionamento, do testemunho da secretária, da luz debaixo da porta e da voz ao telefone – tudo isso ainda seria válido, mas assumiria um papel secundário, porque agora você encontrou o patrão face a face.
Da mesma maneira, quando nos encontramos com Deus, por assim dizer, face a face, todos os argumentos e as evidências a favor de Sua existência – embora ainda válidos – assumem um papel secundário. Eles agora se tornam ratificadores do que o próprio Deus nos mostrou, de modo sobrenatural, pelo testemunho do Espírito Santo em nosso coração.

(Willian Lane Craig)

O diabo pode citar as Escrituras para seus propósitos.

(William Shakespeare)

É um homem insensato aquele que é tão ocupado que não tem tempo para considerar o estado da sua própria casa e família. Mas, não menos tolo é aquele que passa o tempo todo pensando em outras coisas e nunca no estado de sua própria alma.

(John Owen)

Os meios que Deus usa para nos libertar do pecado não é nos tornando mais e mais fortes, mas sim nos fazendo cada vez mais fracos. Esse é certamente um caminho peculiar de vitória, você diz; porém esse é o caminho divino. Deus nos liberta do domínio do pecado, não fortalecendo nosso velho homem, mas crucificando-o; não o ajudando a fazer alguma coisa, mas sim removendo-o do campo de ação.

(Watchman Nee)

Oh, que Deus faça o inferno tão real para nós que não possamos descansar, o céu tão real que guiemos os homens até lá, Cristo tão real que nossos motivação e objetivo finais sejam que o Varão de Dores venha a ser o Homem de Gozo por meio da conversão de muitos para Ele.

(Hudson Taylor)

Para o piedoso, a eternidade é um dia que não tem ocaso; para o ímpio, é uma noite que não tem amanhecer.

(Thomas Watson)

Revisado por Francisco Nunes. Este artigo pode ser distribuído e usado livremente, desde que não haja alteração no texto, sejam mantidas as informações de autoria e de tradução e seja exclusivamente para uso gratuito. Preferencialmente, não o copie em seu sítio ou blog, mas coloque lá um link que aponte para o artigo.
Campos de Boaz: colheita do que Cristo, o Boaz celestial, espalhou em Seus campos é um projeto cristão voluntário sob responsabilidade de Francisco Nunes.
Licenciado sob a Licença Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 3.0 Brasil License.