Um dia escutei duas linhas, nada mais,
Enquanto viajava ocupado numa vida falaz;
Aquilo, ao coração, trouxe certeza presente,
E nunca mais sairia do pensar de minha mente:
Só uma vida, que logo vai passar,
Só o que for pra Cristo irá ficar.

Uma vida só, isto mesmo, apenas só uma.
Cujas horas, fugazes, são como a bruma;
Então estarei com o Senhor no dia previsto,
Ali, em pé, diante do Tribunal de Cristo.
Só uma vida, que logo vai passar,
Só o que for pra Cristo irá ficar.

Só uma vida, ecoa uma voz no pensamento,
Rogando: “Escolha o melhor a cada momento”;
Insistindo que eu deixe minhas metas egoístas,
E me apegue a Deus, em meus atos e m’ia vista.
Só uma vida, que logo vai passar,
Só o que for pra Cristo irá ficar.

Só uma vida de anos breves na balança,
Cada um com fardos, temores e esperanças;
Todos com vasos que preciso encher,
Com o que é de Cristo ou com o meu querer.
Só uma vida, que logo vai passar,
Só o que for pra Cristo irá ficar.

Quando o mundo e as miragens vierem me tentar,
E Satanás quiser de minha meta desviar;
Quando um ego inflado quiser tomar o meu ser,
Ajuda-me Senhor, a sempre alegre dizer:
Só uma vida, que logo vai passar,
Só o que for pra Cristo irá ficar.

Dá-me, ó Pai, um só propósito eu ter:
Na alegria ou tristeza, a Tua Palavra viver;
Fiel e constante em qualquer tentação,
A Ti somente eu dedicar meu serão:
Só uma vida, que logo vai passar,
Só o que for pra Cristo irá ficar.

Que Teu amor atice a chama de fervor
E me leve a fugir deste mundo vil de dor;
Vivendo para Ti, e para Ti somente,
O teu prazer seja minha meta frequente.
Só uma vida, que logo vai passar,
Só o que for pra Cristo irá ficar.

Só uma vida eu tenho, sim, só uma, é verdade,
Pra poder dizer: “Seja feita a Tua vontade”;
E quando ouvir Teu chamado, finalmente,
Eu possa dizer que a vivi intensamente.
Só uma vida, que logo vai passar,
Só o que for pra Cristo irá ficar.

Só uma vida, que logo vai passar,
Só o que for pra Cristo irá ficar.
E se eu morrer, quão grande gozo terei ali,
Se minha chama de vida foi consumida só pra Ti.

“Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus […] remindo o tempo, porque os dias são maus” (1Co 10.31; Ef 5.16).

 

Charles Studd

Charles Studd foi um milionário britânico e famoso jogador de críquete do século 19, que gastou seus bens e a vida servindo a Cristo na China, na Índia e em outros lugares.

Traduzido por Mario Persona de Manjar Celestial.. Revisado por Francisco Nunes. Este artigo pode ser distribuído e usado livremente, desde que não haja alteração no texto, sejam mantidas as informações de autoria e de tradução e seja exclusivamente para uso gratuito. Preferencialmente, não o copie em seu sítio ou blog, mas coloque lá um link que aponte para o artigo.
Campos de Boaz: colheita do que Cristo, o Boaz celestial, espalhou em Seus campos é um projeto cristão voluntário sob responsabilidade de Francisco Nunes.
Licenciado sob a Licença Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 3.0 Brasil License.