3 min leitura

Mesmo parecendo ser verdadeira, é falsa

  1. A fé falsa pode ser muito iluminada e grande conhecedora da verdade do evangelho. Judas era. A verdadeira fé recebe o amor da verdade (2Ts 2.10).
  2. A fé falsa excita os afetos, como os ouvintes do solo pedregoso da parábola (Mt 13), e leva as pessoas a surgir como estrelas cadentes, apenas para desaparecerem rapidamente. A verdadeira fé é o dom permanente e crescente de Deus.
  3. A fé falsa reforma a vida exterior e faz as pessoas viverem melhor diante dos homens. A verdadeira fé nasce de um coração regenerado e leva as pessoas a procurarem a vontade e a glória de Deus.
  4. A fé falsa pode falar bem de Cristo, como os judeus fizeram. A verdadeira fé ama Cristo (1Pe 1.8).
  5. A fé falsa confessa pecados como o rei Saul (1Sm 24.16-22). A verdadeira fé confessa o pecado como Davi (Sl 51).
  6. A fé falsa pode humilhar-se em pano de saco e cinza, como Acabe (1Rs 21.27-29). A verdadeira fé se humilha diante de Deus.
  7. A fé falsa pode arrepender-se em terror, como Esaú e Judas. A verdadeira fé se arrepende em contrição, sendo convencida do caminho da salvação de Deus em Cristo.
  8. A fé falsa muitas vezes realiza obras religiosas com muito afinco. Saulo de Tarso o fez. A verdadeira fé é uma fé que “opera por amor”.
  9. A fé falsa é, por vezes, muito generosa e caridosa (Ananias e Safira; At 5). A verdadeira fé faz com que pecadores resgatados sejam generosos, de bom grado, constrangidos apenas por amor e gratidão.
  10. A fé falsa pode tremer da Palavra de Deus, como Félix (At 24.25). A fé verdadeira treme e se curva.
  11. A fé falsa freqüentemente experimenta muito na religião. A fé verdadeira não confia em nenhuma experiência, não importa quão grande seja, e olha somente para Cristo.
  12. A fé falsa freqüentemente goza de grandes privilégios religiosos, como a mulher de Ló (Gn 19.1-26). A verdadeira fé coloca não nenhuma confiança na carne.
  13. A fé falsa pode pregar, fazer milagres e expulsar demônios, como Judas. A fé verdadeira se alegra em ter o nome escrito no céu.
  14. A fé falsa muitas vezes alcança um alto cargo na igreja, como Diótrefes (3Jo), e caminha com grandes pregadores, como Demas andou com Paulo (Cl 4.14; Fm 24; 2Tm 4.10). A fé verdadeira se sente honrada por cuidar das portas da casa de Deus e caminhar com Cristo.
  15. A fé falsa pode ser pacífica e carnalmente confiante, como as cinco virgens loucas (Mt 25.1-13). A fé verdadeira nada pressupõe, mas olha constantemente para Cristo (Hb 12.2).

 

(Traduzido por Francisco Nunes. Este artigo pode ser distribuído e usado livremente, desde que não haja alteração no texto, sejam mantidas as informações de autoria e de tradução e seja exclusivamente para uso gratuito. Preferencialmente, não o copie em seu sítio ou blog, mas coloque lá um link que aponte para o artigo.)

Campos de Boaz: colheita do que Cristo, o Boaz celestial, espalhou em Seus campos é um projeto cristão voluntário sob responsabilidade de Francisco Nunes.
Licenciado sob a Licença Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 3.0 Brasil License.