Gotas de orvalho (52)

Nosso pai foi Adão; nosso avô, o pó; nosso bisavô, o nada. (William Jenkyn) Se me contentar em ser nada, não posso ficar ofendido. E, quando for realmente humilde e reconhecer que não passo de um verme, não me queixarei de ser pisado. (Robert C. Chapman) Eu me confio totalmente [a Cristo,] Continue lendo [...]

Gotas de Orvalho (44)

Mesmo o céu não é tão valioso e precioso como Cristo é! Dez mil mil mundos, tantos mundos quanto os anjos puderem enumerar, não superam o amor, a excelência e a doçura de Cristo! Oh, quão amável! Que excelente, belo e arrebatador é Cristo! (John Flavel) Uma fé que pode ser destruída Continue lendo [...]

Gotas de orvalho (15)

Há tanta diferença entre as alegrias espirituais e as terrenas quanto entre um banquete saboreado e outro pintado na parede. (Thomas Watson) Esses são os tempos que provam a alma dos homens. O Espírito afirmou expressamente que nos últimos dias alguns se desviariam da fé, atendendo Continue lendo [...]

Gotas de orvalho (11)

Tribulações são tesouros, e, se formos sábios, iremos reconhecer nossas aflições entre nossas mais raras jóias. (Charles Spurgeon) Há uma doce teologia do coração que só se aprende na escola da renúncia. (A. W. Tozer) Aqueles que conhecem o grande e terno coração Continue lendo [...]

A comunhão dos Seus sofrimentos (T. Austin-Sparks)

Publicado pela primeira vez na revista A Witness and A Testimony de set/out de 1951, vol. 29-5 Leitura: 2Coríntios 1.3-5; 6:8-13; 2.4; 11.23-28; 1Coríntios 4.9-13; 2Coríntios 1.8-10   “As aflições de Cristo são abundantes em nós” (2Co 1.5).   Há uma grande quantidade Continue lendo [...]